Uma primavera para a Rússia

(Publicado também pelo Jornal do Brasil e O Estado do Paraná)

Democracia nunca foi palavra de ordem na Rússia. Pelo contrário, o país sempre inspirou entre vizinhos e aliados modelos de governo que se distanciavam – e muito! – da representação direta.

Os proto-ditadores Alexander Lukashenko (Bielorrússia) e Viktor Yanukovych (Ucrânia) que o digam. Enquanto o primeiro promovia leis para banir manifestações populares, o segundo processou e deu ordem de prisão para Yulia Tymoshenko, sua antecessora na presidência. Tudo isso com o apoio irrestrito dos líderes russos Dmitry Medvedev e Vladmir Putin.

Tal apoio a regimes conturbados não parou por aí. Nos recentes debates do Conselho de Segurança da ONU se tornou comum ver diplomatas russos discursando em defesa de ditadores como Muammar Gaddafi e Bashar al-Assad.

A postura, apesar de despertar a aversão dos ocidentais, não é controversa. Basicamente, defendem externamente uma cultura global que os permita adotar posturas anti-democráticas sem se preocupar com qualquer represália da comunidade internacional.

Estive na Rússia recentemente e senti na pele os efeitos da transição apressada rumo ao capitalismo que, coordenada por Mikhail Gorbachev e Boris Yeltsin, consolidou a conturbada realidade política desta mega-nação.

Em linhas gerais, as reformas liberais implementadas pelo comunista Gorbachev abriram espaço para que Yeltsin, seu opositor, acabasse com a União Soviética e promovesse o governo populista que liderou a então criada Federação Russa por quase uma década. O término de sua gestão ocorreu no último dia 2000, quando, no tradicional discurso anual do presidente, dispensou eleições e indicou seu primeiro-ministro para gerir a nação.

Além de manter seu grupo no poder, Boris Yeltsin criou ali um dos maiores mitos da história política do país: o ex-agente da KGB, Vladmir Putin.

O novo presidente consolidou seu partido, Yedínaya Rossíya, utilizou a alta dos preços no petróleo – maior commodity russa – para garantir estabilidade à conturbada economia nacional, cegou a intelligentsia e acabou sendo o responsável indireto por uma das cenas mais chocantes que já presenciei.

Em minha viagem, ainda em 2010, participei de um debate entre jovens liberais e membros do partido de Putin onde vi um estudante pró-governo de apenas 19 anos afirmar que seu partido realmente cometia fraudes eleitorais mas, no entanto, o fazia com uma boa intenção: facilitar a contagem de votos uma vez que todos já sabiam quem iria vencer. Ao comentar a falta de liberdade de expressão, o jovem prosseguiu com seu show de horrores: “É verdade que existe censura nas televisões e jornais. Mas isto não é um problema. Quem desejar mais informações ainda pode acessar a internet”.

Tal discurso retrata a exata realidade em que o país se encontra hoje. Após eleições fraudulentas para o legislativo e um visível enfraquecimento do presidente provisório Dmitry Medvedev, Putin se prepara para uma nova investida eleitoral em 2012 que promete ser sua grande prova de fogo.

A diferença é que, na direção contrária às investidas da diplomacia externa de seu governo, a onda global de protestos pró-democracia contagiou o povo russo e tem levado às ruas de Moscou e São Petersburgo quase que quinzenalmente um número que se aproxima dos cem mil manifestantes.

É assim que, ainda que sem um nome de peso, a oposição começa a desenhar um cenário preocupante para o Yedínaya Rossíya. O perigo, no entanto, reside nas possíveis reações de Putin. A comunidade internacional precisa, mais do que nunca, abrir seus olhos para não permitir que o governo russo repita em seu país as atrocidades que tolera em seus aliados.

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/10 (0 votes cast)

De vento em popa rumo ao precipício

(Artigo publicado também pelo Instituto Liberdade)

O ano se aproxima do fim e, com tantas velhas novidades, a jovem democracia brasileira exala vícios de poder que acabam por deprimir até o mais entusiasta dos otimistas. Que a reforma política não sairá, não é mistério para ninguém. Ora, qual político no auge de seu segundo ou terceiro mandato aprovaria mudanças que colocariam em risco sua reeleição em 2014? Mas daí a piorar o que já não anda bem, é um passo danoso e absurdo que parece estar sendo dado.

A criação do PSD foi um destes passos. Reuniram políticos insatisfeitos e aspirantes à governistas em um balaio de gatos que tende a ser uma versão apócrifa do PMDB. Surgiu sem passado, se firma sem presente e não demonstra nenhum rumo para o futuro. Como descreveu seu presidente, o prefeito Gilberto Kassab (PSD-SP), “não é de centro, de direita, nem de esquerda”. No entanto, é governista em praticamente todos os estados do país e trava uma batalha sem fim por cargos em todas as esferas de poder. Ou seja: é um pré-adolescente carente querendo atenção e uma mesada maior.

Do outro lado, os partidos pré-existentes passam por uma crise interna sem tamanho, onde se perdem na escolha entre poder e ideologia. Para eles, parece ser impossível aliar ambos os fatores. Vejam o caso do PSDB: além do tradicional embate entre Minas Gerais e São Paulo, não conseguem decidir se adotarão a versão paz e amor ou se farão oposição de verdade. O caso do ministro Fernando Pimentel é apenas uma pequena amostra dos dilemas Aécio-Serristas vividos pela legenda.

Sobre o PT, não preciso nem me aprofundar. O antigo partido que pregava o calote internacional, segue à risca a cartilha do Consenso de Washington e, com a ex-comunista Dilma Roussef, aposta nas privatizações do sistema aeroportuário como solução para o desenvolvimento brasileiro. Concordo totalmente com a fórmula econômica, mas… E os seus filiados?

Filiados, aliás, que nem sempre adotam as mudanças sonhadas por seus líderes partidários. Essa foi a realidade do Democratas: desde sua re-fundação, adotou uma postura invejável em nível nacional. Defendeu a redução dos impostos, promoveu CPIs e cortou na carne quando o então governador Arruda foi acusado de corrupção. No entanto, seus senadores e deputados ainda não conseguiram contagiar prefeitos e vereadores. Em boa parte do interior de todo o país, o partido continua com o antigo vício de ser controlado por caciques e grupos familiares.

No entanto, o que mais me assusta é o comentário do ex-prefeito Cesar Maia (DEM-RJ) em seu conhecido ex-Blog onde, ao analisar a crise européia, afirma que “o orçamento é a razão histórica de ser dos parlamentos” e que estes sofrem atualmente uma crise de soberania com as restrições fiscais que a realidade econômica os impôs.

Não concordo integralmente quando o assunto é a Europa mas, se fosse direcionada para o Brasil, a afirmação seria precisa. Por aqui, mais do que partidos, o que vale é a influência do parlamentar na hora de aprovar suas emendas orçamentárias e fazê-las serem adotadas pela presidência e seus ministros. Para eles, o que dá voto não são discursos inflamados ou projetos de lei, mas recursos para leitos hospitalares, reformas em escolas e instalação de mata-burros.

Cesar Maia revelou uma triste realidade que explica claramente, entre outros, a criação do PSD, o dilema tucano, o capitalismo PTista e a ineficiência da renovação democrata. Explica ainda o fracasso da reforma política e, infelizmente, dá o tom do ano eleitoral que se iniciará em poucos dias.

Enquanto a razão de ser de nosso legislativo for a distribuição do orçamento, continuaremos a ser a democracia das velhas novidades.

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/10 (0 votes cast)

A Defesa da Safadeza

Confesso considerar o jornalista Reinaldo Azevedo um tanto radical. Mas gosto dele e, na maior parte das vezes, concordo com o que escreve.

Hoje, no entanto, ele se superou e escreveu exatamente o que eu já pensava em postar por aqui. Assim sendo, é claro, cedo o espaço para re-publicar o que também está neste link do site da revista Veja.

Reinaldo Azevedo (VEJA)

Vocês acompanharam a reação da canalha a soldo, que pratica aquela sordidez que pretende chamar de jornalismo. A reportagem da VEJA, diziam os vagabundos, não passava de uma conspiração para derrubar Orlando Silva. Tudo seria uma grande armação reacionária contra esses notáveis revolucionários do PCdoB.

Taí. O ministro foi demitido. MAS NÃO FOI DEMITIDO PORQUE A “VEJA” QUIS. FOI DEMITIDO POR SEUS ATOS À FRENTE DO MINISTÉRIO. Como bem disse Orlando Silva, quem nomeia e demite ministros é a presidente Dilma Rousseff.

A VEJA, como imprensa que se preza, faz o seu trabalho. Conta ao leitor aquilo que sabe desde que diga respeito ao interesse público.

Mas a revista também tem seus gostos, suas preferências, sim. Gosta de aplaudir, por exemplo, a boa governança; gosta de elogiar as iniciativas que levem à eficiência do serviço público; gosta das práticas que modernizam o estado; gosta das decisões de governo que se pautem pela responsabilidade fiscal e que repudiem a demagogia. Prefere, em suma, o Brasil que respeita a população àquele que concorre para a sua pobreza.

A corrupção surrupia dos brasileiros, estima-se, R$ 85 bilhões por ano. Ninguém em sã consciência e de peito aberto defende a safadeza, a sujeira, o malfeito, a pilantragem. Mas é preciso tomar cuidado com um tipo nem tão novo de corrupto, mas hoje muito influente: O CORRUPTO COM PEDIGREE IDEOLÓGICO.

Nas vezes em que VEJA noticiou malandragens praticadas por representantes de partidos ditos “conservadores” ou “de direita” — e foram tantas em 43 anos! —, nunca se acusou a revista de participar de algum complô ou de ter alguma intenção sub-reptícia. Basta que a denúncia atinja, no entanto, um medalhão da esquerda — ainda que seja essa esquerda que está aí: mais dinheirista do que propriamente ideológica —, então surgem os justificadores da ladroagem, tentando revesti-la de resistência democrática.

Não falo em nome da revista. Não tenho mandato pra isso. Falo em nome de uma cultura, que distingue o interesse público do interesse privado. VEJA continuará a aplaudir as iniciativas dos governos e dos governantes em favor do Brasil e dos brasileiros e continuará a denunciar aqueles que, sob o pretexto de defender o bem público, lutam apenas em favor de seus próprios interesses.

A safadeza, está provado, nao tem ideologia. Mas a defesa da safadeza tem.

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 10.0/10 (1 vote cast)

Um Retorno Triplo – Lento e Gradual…

Após exatos sete meses sem publicar, volto ao blog na esperança de não ter deixado como órfão o querido leitor. Outros espaços liberais, como os referenciados na coluna ao lado, tem dado conta do trabalho contínuo de fornecer argumentos e informações ao público formador de opinião.

Retorno aos poucos a este blog com algumas pequenas mudanças. Deixarei o conteúdo referente ao Democratas para o Blog da Juventude Mineira e a temática internacionalista para o Global Spinner, todo escrito em inglês, deixando para cá apenas as categorias de Análise Política e Viagens – com uma pitada constante de Off-Topic.

Escreverei uma vez por semana e contarei sempre com o clique dos amigos que me acompanham neste retorno triplo.

Nos vemos no próximo post!

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/10 (0 votes cast)

Uma ‘homenagem’ nada positiva ao deputado @ReginaldoLopes

Conheci de perto a história do deputado federal Reginaldo Lopes. Passei pelo curso de Ciências Econômicas da UFSJ onde ele se graduou alguns poucos anos antes de minha entrada na universidade.

Fui diretor do Centro Acadêmico onde ele começou sua vida política. Fui diretor do Diretório Central de Estudantes onde ele fez fama na faculdade e em São João del-Rei.

Em 2008, compus mesa de debates com o deputado, já presidente do PT-MG, e troquei ideias sobre os avanços de nossa universidade e da economia de nosso estado. Apesar do partido, respeitava o ex-militante estudantil Reginaldo.

Durante estas eleições, infelizmente, o respeito caiu. Vi o ex-militante fazer uma campanha suja que culminou em sua prisão por boca de urna no dia 3 de outubro.

No segundo turno, suas passagens no Twitter continuaram sujas e infelizes. A campanha por Dilma ganhou tom de desespero e as mensagens virtuais do deputado Lopes não representavam em nada o ex-militante Reginaldo. Hoje a máscara caiu de vez.

A partir de agora, paro de comentar e apenas deixo as mensagens que trocamos para que cada um faça sua própria avaliação:

@VictorGuedes: Olha o presidente do PT-MG twittando… Vai ser preso no segundo turno também, @ReginaldoLopes? Ou a lição do primeiro já foi suficiente?

@ReginaldoLopes: para o bem do Brasil, qtas vezes for necessário!!!

@VictorGuedes: Vai transgredir a lei quantas vezes for preciso, deputado?

@VictorGuedes: O exemplo do PT é esse: Lula, um presidente que não lê; Dilma, uma candidata vira folha; e @ReginaldoLopes, um deputado transgressor.

@ReginaldoLopes: vc é igual o serra é do DEM, é melhor ficar calado!!!

@VictorGuedes: Nem se o teu partideco implantar a censura, meu caro.

@VictorGuedes: Te cuida, @ReginaldoLopes! Vamos eleger #Serra45 presidente do Brasil e vocês, sem a maquina estatal, começarão a ser desmascarados um a um.

@ReginaldoLopes: vcs são mentirosos e hipócritas, não tem compromisso com a verdade!!! A minha história é verdadeira!!! Serramilcaras nunca!!!

@VictorGuedes: Mil caras é quem vira cristão do dia pra noite, @ReginaldoLopes. Mil caras é quem diz defender a lei sendo preso por transgredí-la.

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/10 (0 votes cast)

Um bocão nada Royal… Vote #Serra45!

O excesso de fatos na campanha presidencial é alarmante. Os debates, não se pode negar, são acalorados desde sempre. Mas o cenário atual chega a ultrapassar a barreira do exagero.

O Governo Lula, na sua constante ‘inocência’ penosa, nega tudo. Joga a culpa na oposição por criar factóide atrás de factóide.

Com o número absurdo de crises quase que diárias, é possível acreditar nessa tese. Mas será que é só isso?

O antigo mensalão, a quebra dos sigilos bancários, o mensalão, a Erenice, a legalização do aborto, a coordenação da campanha entregue ao ex-adversário Ciro Gomes… O dificil, neste caso, não é nem ser tão corrupto. É ter a criatividade que a oposição deveria ter para ‘inventar’ tudo isso.

E o que é pior: comprovar tudo, uma a uma.

Ou o Governo está sofrendo a maior ofensiva de calúnias que já existiu ou ‘nunca na história deste país’ um governo cometeu tantos atos de corrupção como o atual.

Nos resta crer na justiça, fazer a nossa parte na campanha, rezar pela consciência cidadã e nos divertir com as sátiras (que também não são poucas).

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/10 (0 votes cast)

@MaxdaMata, o #JOVEMpraVICE do Espírito Santo

Max da Mata é jovem. Tem 34 anos, é vice-presidente nacional da Juventude Democratas, presidente do Democratas do Espirito Santo e vereador de Vitória, capital do seu estado, eleito pela primeira vez em 2008 com 3.877 votos.

Ele é formado em Administração e Direito, especializado em Teoria Política e Gestão Pública. Foi Subsecretário de Administração de Estado durante o Governo Paulo Hartung por dois anos e meio e estava pronto para lançar sua candidatura a deputado, como anunciou em sua visita a Belo Horizonte no início deste ano quando palestrou para jovens mineiros.

Neste final de semana, o jovem Max foi indicado para uma nova caminhada: será o vice do candidato tucano Luiz Paulo Vellozo ao governo do estado do Espirito Santo.

Max mostrou que o deputado Índio da Costa não será o único democrata #JOVEMpraVICE do Brasil. Mostrou que tem a força das novas ideias e que vai mudar o nosso país!

Max, parabéns! Nós, mineiros, estamos orgulhosos de você! Siga em frente, rumo a um Brasil que pode mais, que estaremos juntos!

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/10 (0 votes cast)

Quem é o #JOVEMpraVICE @DepIndiodaCosta

Antonio Pedro de Siqueira Índio da Costa é jovem.

Formado em Direito pela Universidade Cândido Mendes e especializo em Políticas Públicas pela UFRJ, Índio é nascido em 1970 e teve seu primeiro cargo público com apenas 23 anos – foi membro, em 1993, do Conselho Municipal de Desenvolvimento da cidade do Rio de Janeiro.

No ano seguinte foi indicado pelo prefeito Cesar Maia para ser Prefeitinho do Parque do Flamengo, cargo que desempenhou até o ano seguinte quando foi nomeado Administrador Regional de Copacabana e Leme.

Após um ano no cargo candidatou-se a vereador pela cidade do Rio pelo então PFL, atual Democratas. Sagrou-se eleito por três vezes: 1996, 2000 e 2004. Na primeira vez tinha apenas 26 anos e tem em seu currículo a co-autoria da política de turismo do Rio.

Foi indicado, com 31 anos, para ocupar a Secretaria Municipal de Administração da cidade do Rio de Janeiro. Prezou pela transparência e pela desburocratização, criando um sistema inovador que reduziu custos, prazos e níveis hierarquicos.

Ocupou o cargo por 5 anos até que, em 2006, foi eleito Deputado Federal com apenas 36 anos.

Hoje, com 40 anos, é membro da Comissão de Constituição e Justiça, a mais importante da Câmara Federal, da Comissão de Direito do Consumidor, e da Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática.

É relator do Estatuto da Metrópole e foi relator – guerreiro – do projeto Ficha Limpa, que, vitorioso, garante moralidade à política e exige bons precentes dos que querem nos representar.

Índio da Costa é o jovem que o Democratas escolheu para nos representar ao lado de José Serra. Índio da Costa é o jovem que carregará consigo o sonho da juventude, a maturidade dos experiêntes e, principalmente, a força das novas ideias do povo brasileiro.

Força, Índio! Nós estamos contigo!

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 7.0/10 (3 votes cast)

Quando o #DEMpraPRESIDENTE virou #JOVEMpraVICE

Da base ao cume, o Democratas gritou contra a falta de respeito do descumprimento do acordo com o PSDB. O Democratas se uniu, mostrou seu discurso firme nacional coerente em todas as suas pontas, e com isso se fortaleceu.

Mostrou ao Brasil que está pronto para remar contra a maré do populismo e da politicagem para representar, de cara limpa, o povo brasileiro.

Hoje, dia 30 de junho, é um dia histórico. É um marco. Para o Democratas, que se manteve unido e coerente com seus ideias, e para o Brasil, que acompanhou os diálogos e viu ser indicado Índio da Costa, o homem público que será o mais jovem a ocupar o cargo de Vice-Presidente do Brasil.

Estou feliz, absurdamente satisfeito e orgulho de trocar a campanha #DEMpraPRESIDENTE pelo coro, que vai ecoar pelo Brasil, quero um #JOVEMpraVICE.

Mostramos hoje que o Brasil está pronto para poder mais, sendo o país da força das novas ideias.

Parabéns, Democratas! Parabéns, Brasil!

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/10 (0 votes cast)

Manifesto pessoal pelo #DEMpraPRESIDENTE

Desde sempre tive divergências ideológicas com o PSDB. Desde sempre estive com um pé recuado enquanto observava as alianças realizadas entre os Democratas e os Tucanos. Algo não ia bem.

Infelizmente, minha intuição acabou acertando e o PSDB tomou a decisão absurda de expor, antes de tudo estar fechado, sua opção por colocar os Democratas no banco de reservas.

Apostaram na submissão liberal. Acreditaram que tudo seria tranquilamente aceito, embora o Democratas tenha sua enorme bancada legislativa e seus mais de 2 minutos no tempo eleitoral de TV e Rádio.

Erraram. Erraram feio. E o Democratas, na base e no cume, se indignou, se manifestou e mostrou, a Deus, ao mundo e a quem mais quisesse ver, que tem pulso firme, dignidade e valor ideológico.

Lançamos na base o movimento #DEMpraPRESIDENTE, que abriu um enorme debate no Twitter a cerca dos nomes que poderiam nos representar na disputa presidencial e, com isto, demos lastro para que nossos líderes, e nisso cito o @DeputadoCaiado e o @DepRodrigoMaia, pudessem tomar as melhores decisões para o nosso partido.

Isso não é choro de criança birrenta. Não é a história do dono da bola, que deixou o campo por não poder jogar.

Pelo contrário! Isso é ter caráter, é dar continuidade a este caminho de renovação que deu fim a CPMF e expulsou mensaleiros. É manter a cabeça erguida e afirmar que o nosso partido não vai sucumbir em reverência ao ego tucano.

Sou pela união, pelo diálogo e pela construção de um Brasil melhor. Acredito sim que o Brasil pode mais. Mas pra isso acontecer, vamos ter de poder acreditar mais em nossos parceiros, vamos ter de poder respeitar mais os nossos acordos e, principalmente, vamos ter de poder sonhar mais com uma democracia que inclua a todos.

Caso contrário, faremos história e teremos, pela primeira vez e com muito orgulho, o #DEMpraPRESIDENTE.

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 10.0/10 (3 votes cast)

Torne-se um jovem Deputado!

Os deputados Rodrigo Maia (RJ) e Efraim Filho (PB), presidentes do Democratas e da Juventude Democratas, lançaram o programa “Torne-se um jovem deputado“, um forte incentivo ao militante da Juventude Democratas que quer mostrar a força das novas ideias nas eleições de 2010.

A oportunidade se dá para todos que tem mais de um ano de filiação e menos de 32 anos de idade. Garantirá para o escolhido, dentre todos os que se cadastrarem, ampla assessoria para montar sua campanha.

Me inscrevi como pré-candidato a Deputado Estadual. Não por querer cegamente o cargo ou participar da disputa mas, por outro lado, para incentivar o programa, mostrar que a Juventude Mineira aprova a iniciativa pioneira e dizer que estamos a disposição do partido para dar ideias e para entrar no processo político.

Alias, faço aqui algumas indicações que me deixariam extremamente representado: o vereador de Vitória (ES) Max da Mata, o presidente da JDEM-MA Felipe Silva e o vice-presidente da JDEM-RS Felipe Diehl. São jovens fantásticos que tem muito a dar pelo nosso país!

E você? Já se inscreveu? A Juventude Democratas está de portas abertas!

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 10.0/10 (1 vote cast)

Juventude Mineira: a porta de entrada do jovem na política!

Parte do programa de expansão da Juventude Democratas de Minas Gerais, entra no ar o Blog da Juventude Mineira (www.juventudemineira.com.br) onde serão relatadas todas as atividades dos jovens Democratas do estado, além de frequentes indicações de livros, vídeos e outras mídias de informação.

Indico a visita e sugiro ainda que, para participar deste processo de expansão e integração, passem a fazer parte da Rede Social da Juventude Democratas. Baseada no sistema Ning, ela se trata de um “Orkut alternativo” direcionado aos jovens liberais de todo o Brasil!

Por fim, sugiro, é claro, os já conhecidos sites da Juventude Democratas e os Twitters da @JDemMG e da @JuventudeDEM!

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/10 (0 votes cast)

Democratas baianos promovem a mobilização da juventude

Estive em Salvador durante o dia 20, última terça-feira, com o vice-presidente da Juventude Mineira, Ulisses Araujo, para palestrar para os militantes da Juventude Democratas da Bahia sobre movimento estudantil e a importância da mobilização para promover o desenvolvimento do nosso país.

Chegando por lá, além de poder conhecer de maneira breve algumas das maravilhas naturais da capital baiana, tivemos a primeira surpresa positiva ao ver a estrutura fantástica preparada por Renato Passini, presidente da juventude estadual, para o primeiro Fórum de Debates da ala jovem na Bahia.

Em um espaço que abrigou por volta de 100 jovens de todas as localidades do estado, ficamos posicionados de forma a promover uma grande conversa onde todos os presentes faziam parte ativa da construção dos assuntos.

Fomos introduzidos por um time excepcional de líderes experientes, incluindo o presidente Renato Passini, o ex-deputado e prefeito José Reinaldo, o ex-prefeito jovem e pré-candidato a deputado estadual Tom, o consultor Fábio Rocha e o gande líder baiano, ex-governador e pré-candidato Paulo Souto.

Todos eles tinham em seu discurso um ponto em comum: afirmar a necessidade do Democratas partir rumo a mobilização – palavra-chave do evento – para aumentar seus quadros e se fortalecer como a porta de entrada para o jovem na política.

Foi, a partir daí, que começamos nossa grande conversa. Sobre o ombro dos gigantes que nos antecederam, fizemos um bate-papo animado pautado na evolução – e involução – do movimento estudantil no Brasil que, desde o seu início na década de 20, passa pelo pior momento de sua história.

Narramos uma série de “causos” – tradicional expressão mineira – dos estudantes Democratas e exemplos de sucesso de nossos diretórios municipais, falando sempre da importância da mobilização, frizada por Paulo Souto, e do brilho nos olhos ao lutar pelos ideais, como mencionado por Fábio Rocha.

A conversa, que contou ainda com a exposição de casos por uma série de jovens e a troca de ideias acerca de questionamentos levantados, foi fantástica e me permitiu ainda conhecer pessoalmente alguns amigos que já acompanhava anteriormente pela internet, como Caio César – fundamental para a realização do evento -, Emerson, Rogério Neiva, Rodrigo, Ronney e Laerte.

Agradeço aos amigos baianos pela oportunidade e parabenizo por todo o entusiasmo no trabalho que vem sendo feito de maneira exemplar para todos nós, jovens Democratas, dos demais estados do país!

Estamos juntos na luta!

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 10.0/10 (3 votes cast)

Dilma é recebida com manifestação em São João del-Rei

A visita da ex-ministra Dilma Rousseff a São João del-Rei foi marcada pela manifestação dos estudantes da Universidade Federal de São João del-Rei que, organizados pela Juventude Democratas, promoveram um ato contra a campanha antecipada que, segundo a legislação atual, configura crime eleitoral.

Mesmo tendo deixado o cargo na última semana, a pré-candidata a presidência foi anunciada no site da universidade pública por meio de um texto promocional que descrevia toda a sua trajetória política mas não explicitava o tema da palestra. Tal motivo causou indignação entre estudantes do Democratas – partido de oposição ao Governo Lula – e os independentes – sem filiação partidária.


Durante o ato, foi aberto um cartaz com os dizeres “Dilma emPACada, UFSJ aparelhada – Campanha antes da hora é crime!” que era acompanhado de um panfleto que manifestava a indignação dos estudantes pela cumplicidade da reitoria da universidade que, mesmo conhecedora de todo o cenário eleitoral, ajudava a promover todo este circo eleitoral.

O presidente da Juventude Democratas de Minas Gerais João Victor Guedes, estudante de economia da UFSJ, questionava: “Somos contra a Dilma por seu projeto de governo ligado ao PT, mas a questão não é nem essa: estão aqui, com o dinheiro da nossa universidade, promovendo uma candidata. Cadê o respeito ao estudante e ao cidadão brasileiro?”.

A palestra da Dilma, por fim, não teve tema específico. Foi direcionada a enaltecer os feitos do Governo Lula e a prometer novas ações caso ela seja eleita.

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 8.6/10 (7 votes cast)

DEM, PSDB e LIBER: Um início para ficar na memória

Tivemos ontem, 3 de fevereiro, um encontro que com toda a certeza vai ficar na memória de todos aqueles que participaram. Foi relativamente pequeno, estávamos em 20, mas representávamos forças que vem ganhando cada vez mais destaque no cenário político jovem de Minas Gerais.

Estamos nós, os liberais da Juventude Democratas, os sociais democratas da Juventude Tucana e os anarco-capitalistas do Libertários. Todos sentados frente a frente em um círculo de debates, na sede do Democratas em Belo Horizonte, que durou quase três horas e ainda assim deixou um gostinho de ‘quero mais’.

Iniciamos por um bate-papo informal que já mostrou o que teríamos pela frente quando um debate sobre o conceito de ‘liberdade’ introduziu aquilo que viria a ser não só uma construção pragmática para o futuro eleitoral do estado – como programado – mas, principalmente, uma agregação fantástica ao conhecimento político de cada participante.

Apresentamo-nos todos, em falas médias de um minuto por pessoa e, logo então, propusemos que cada partido apresentasse sua linha ideológica. Esta foi a parte mais ‘quente’ das discussões.

Adriano, presidente da Juventude Tucana no estado, apresentou o PSDB como um partido pragmático que visa o poder com a finalidade de exercer por meio do Estado a social-democracia que, segundo ele, é quando o Estado não é mínimo nem máximo e tem, em um meio termo, o dever de ajudar o cidadão que dele necessita. Ilustrou a questão, com o auxílio de seus colegas, por meio do exemplar Governo Aécio Neves.

Carlos Magno, do Libertários, explicou que em seu partido haviam duas grandes correntes: os anarco-capitalistas e os minarquistas. O ponto em comum, segundo ele, era de que todos eram contra a violência e a favor da liberdade. Um exemplo claro seria a questão da constituição, o Contrato Social de Rousseau, o qual eles consideram uma agressão do Estado ao individuo por obrigá-lo a seguir algo que ele não assinou.

Por fim, após uma série de debates que se seguiram tanto após a apresentação do PSDB como do LIBER, apresentei a história do Democratas a qual, sob minha concepção, teve seu grupo político unificado pela primeira vez no Partido Republicano, fundado em 1873 e precursor da primeira constituição brasileira sob a forma de república. Relatei os avanços dos liberais no Brasil levantando casos como a oposição de Carlos Lacerda à construção de Brasília e a composição da Frente Parlamentar Liberal para eleger Tancredo Neves como primeiro brasileiro civil após o regime militar.

Hoje, o grande exemplo do Democratas viria pelo fato de que temos hoje a bancada mais jovem da Câmara Federal e que, como era exatamente o caso daquele debate, tínhamos em nossas ações a marca da democracia.

Apresentei, por fim, o amigo Marcelo Mota como novo vice-presidente estadual da Juventude Democratas para a região metropolitana e acordamos três grupos de trabalho para levar a frente ações conjuntas entre nós, Democratas, os Tucanos e os Libertários.

O encontro foi um sucesso e, com toda a certeza, o primeiro de muitos.

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/10 (0 votes cast)

Por que @DeputadoCaiado é o cara

A crise gerada por Arruda e pelo Democratas do Distrito Federal, que permanece promovendo o sangramento de todo o partido, teve um novo episódio hoje pela manhã.

Como narram os blogs do Noblat e do Jamildo e o portal R7, Paulo Octávio acabou de declarar o apoio do DEM-DF ao governador Arruda que, segundo Octávio, segue cumprindo seu plano de governo.

A resposta mais uma vez foi imediata: o deputado Ronaldo Caiado, líder da bancada na Câmara Federal, anunciou por seu Twitter @DeputadoCaiado que pedirá, como membro da Executiva Nacional dos Democratas, a dissolução do Diretório Regional do Distrito Federal por descumprir resolução nacional que coloca o partido contra o Governo Arruda.

Os jovens Democratas, mais uma vez ativos nas questões partidárias, começaram a se manifestar favoravelmente a esta decisão por iniciativa minha, do vice-presidente nacional Henrique Sartori e do presidente paulista Diego Conti.

Mais uma vez afirmo: @DeputadoCaiado, você sim é o cara! Obrigado pela representação, pela força e pelo ensinamento diário sobre como ser um líder de verdade.

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/10 (0 votes cast)

Democratas, Tucanos e Libertários por Minas Gerais

Acabo de chegar em Lavras retornando de viagem feita à Belo Horizonte para participar do Seminário de Formação Política da Fundação Konrad Adenauer, organização alemã que trabalha disseminando seus ideais democráticos pelo mundo.

O convite, que fiz questão de aceitar, partiu do recém empossado presidente da Juventude Tucana, Adriano de Faria, que tive o prazer de conhecer pessoalmente no evento. Ele, pessoa singular de absurda liderança e senso de humor, é a cara da renovação do PSDB. Alias, bem como é também o Gabriel de Azevedo, que também estava lá e ainda mencionou sua ‘saga’ contra o deputado dr. Rosinha.

No evento pude observar discussões fantásticas das mais diversas áreas do cenário político e ainda tive o prazer de moderar palestra do professor Leonardo Avritzer, orador e acadêmico fantástico do Departamento de Ciência Política da UFMG com diversas publicações no Brasil e Estados Unidos.

O seminário foi singular e não só pela excelente formação oferecida – ainda que fosse em cima da Social Democracia, modelo que não costumo seguir.

O seu grande marco foram os avanços políticos: estivemos nós, da Juventude Democratas, em contato direto com a Juventude Tucana e os Libertários – sobre os quais escreverei em breve. Somos grupos com idéias diferentes mas temos nossas semelhanças que garantirão, com toda certeza, fortes trabalhos conjuntos nos meses que se seguirão.

Aguardem as novidades, galera! Elas serão positivas e não serão poucas!

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/10 (0 votes cast)

#PanetoneNÃO, #RemédioSIM!

Dezembro chega em Minas Gerais com as chuvas e com mudanças radicais de temperatura. Vem mais parecido com inverno chuvoso do que o verão que esperávamos, alias. E ainda traz consigo as gripes alérgicas.

Mudança de tempo para nós, afetados pela rinite, sinusite e similares, é terrível.

Pior que isso só a triste verdade levantada hoje à noite pelo Jornal Nacional quando apresentou levantamento realizado pelo Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário sobre os impostos que incidem sobre os remédios – produtos que com certeza tirará parte de nossos salários, já que atualmente o povo gasta mais com saúde do que o governo brasileiro.

Enquanto carros, fogões e geladeiras (como disse a nova propaganda do PT) receberam isenções fiscais, por um simples remédio pagamos um imposto que fica em torno de 35% do seu valor final.

Em termos financeiros, isso significa que comprando um antibiótico de R$40,00 você estará dando R$14,00 para o Governo. Dinheiro este que você poderia estar gastando com mais remédios, alimentos, transporte…

A pesquisa foi mais além: no Brasil paga-se mais impostos por remédios do que por panetones ou biquínis.

Uai, jovem… Tá na hora de mudar. É gritar junto:

remedio

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/10 (0 votes cast)

Um novo #DEMsemARRUDA

dem

Ele conseguiu fazer adiar a reunião da Executiva Nacional dos DEMOCRATAS para amanhã, dia 11. Entrou com um pedido no TSE para que este adiamento fosse ainda maior. Reclamou, chorou, berrou, tentou encobrir fatos, mas não adiantou. Arruda, intimado pela população brasileira, pela Juventude DEMOCRATAS e pelo partido, se desfiliou do DEMOCRATAS agora a tarde. Sabia que seria expulso, sabia que não conseguiria adiar o processo. E sabia, principalmente, que ele não teria espaço nesse novo DEMOCRATAS.

E era isto o que queríamos. A apresentação pública desse novo partido, consolidando-se ideologicamente mesmo após sua renovação de legenda, e de práticas que se destacassem pela ética, pela honestidade e pela proximidade com os anseios da população.

Conseguimos. Temos hoje um novo partido. Um novo DEMOCRATAS que prova, cada dia mais, que está no rumo certo para construir também um novo Brasil.

Agora cabe a nós dar o pontapé inicial na investigação dos demais envolvidos para puni-los de maneira exemplar não só dentro do partido ou com a opinião pública mas na justiça!

Os corruptos devem ser varridos mas não para de baixo do tapete como faz o PT. Devem ser varridos para a cadeia!

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/10 (0 votes cast)