O triste erro do @BlogdoNoblat

Noblat, articulista d’O Globo, famoso blogueiro e twitteiro de plantão, é profissional pelo qual nutro absurda admiração. Consegue ser imparcial na maioria de suas notas e, mesmo quando não o é, se coloca sempre de maneira ética e bem clara. Não foge dos fatos quando deseja atacar o que discorda.

Hoje, infelizmente, pisou na bola.

Em breve post que trata das recentes manifestações pelo #ForaArruda, citou a reclamação dos ‘comentaristas’ de seu Blog em relação a atividade dos jovens militantes de esquerda que se manifestam agora mas em tempos de mensalão do PT nada fizeram.

Pelas curtas palavras deu a entender que a motivação seria maior agora do que antes, por conta dos vídeos. Discordo, as acusações em tempos de mensalão eram bem graves e nacionais. Mas até aí tudo bem: respeito o posicionamento.

O problema é que logo então sugeriu que a juventude do DEM não tivesse se manifestado em ambos os casos ou porque não existia ou porque seria acomodada.

Ora, ora, Noblat! Você não lê a Folha de São Paulo? O Estadão? O Correio Braziliense? Se até eles nos viram, como você, que nos segue no Twitter, não viu?

Nossas manifestações não precisam se pautar no modelo da esquerda. Vamos pra rua quando precisamos mas também sabemos nos utilizar da internet – espaço totalmente inclusivo – que faz ecoar muito bem o que pensamos!

E outra… Nós, da @JuventudeDEM, nos manifestamos quando o houve crise no nosso partido. E a Juventude do PT? Onde estava nos tempos do mensalão? Não existia ou se escondeu?

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/10 (0 votes cast)

1 thought on “O triste erro do @BlogdoNoblat”

  1. Infelizmente o Noblat pisou na bola, quando ficou voz isolada na imprensa do país e teima em insistir que não viu o trabalho da Juventude Democrata. Lembro quando o próprio @blogdonoblat deu um Retweet no artigo do Alon do Correio Braziliense, pedindo p prestar atenção a movimentação da Juventude Democrata.
    A nossa luta neste momento era uma luta interna, dentro do partido, pressionando para que fosse toma da a decisão correta, e ainda bem que assim o foi.

    A juventude teve uma parcela importante nesta decisão, pela 1] vez um partido quebrou a cultura enraizada em nossa política: da impunidade dos poderosos, do abandono da ética pelo poder. Só isso já é motivo para comemorar!!!

Comments are closed.