A universidade, os socialistas e a verdadeira academia

Acabei de ter uma conversa “internacional” por meio do profile do colega liberal português Igor Caldeira. Coisa simples e direta, que reuniu comentaristas da Holanda, Lituânia e Bélgica.

O tema central, desenvolvido de forma bem irônica, é comum também para nós brasileiros: o excesso de acadêmicos socialistas nas universidades e a falta de espaço para aqueles que pensam diferente. Uma garrafa de vodka, segundo o colega Igor, seria necessária para desinfectar o cérebro neste momento.

Comentei que as universidades eram o espaço perfeito para preparar estudantes socialistas para defender o livre mercado. Fui muito bem corrigido pelo holandês social-liberal Ben Burgers: “Isso depende de onde eles vão parar”…

A belga Naïma questionou: “Sou socialista. Você ainda é meu amigo”? A resposta foi uma aula: “Como você não chama de liberal tudo que discorda (como já vi libertários fazendo ao chamar os ‘discordantes’ de socialistas), sempre seremos amigos”.

Aproveitei a deixa para mais uma piada sem graça: a história da reunião entre Mises, Friedman, Keynes e outros… Onde Mises saiu da sala já nos primeiros 5 minutos xingando a todos de “socialistas”. Ben me questionou, pra variar, perguntando se isso realmente seria um liberal acadêmico ou só mais um radical.

Encerrei falando que não sabia sobre Mises, mas que Rothbard com toda certeza teria aquele comportamento.

Indico www.mises.org e www.mises.org.br com leituras tanto de Mises como Rothbard. Vale a pena, não só para chamar a todos os demais de socialistas.

😉

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 9.0/10 (2 votes cast)
A universidade, os socialistas e a verdadeira academia, 9.0 out of 10 based on 2 ratings