Fala Assessor! – Apoio político: diga-me com quem andas…

Os apoios políticos, mais do que nunca, têm sido a causa – e muitas vezes consequência – das mais variadas manchetes que ocuparam a mídia durante esta eleição.

Estes, sejam positivos ou negativos, impactam diretamente sobre o trabalho das assessorias políticas pois, dependendo do seu teor, acabam obrigando à adoção de novas posturas que, definitivamente, tem o poder de promover mudanças radicais na opinião do eleitor.

As candidaturas presidenciais de Serra e Dilma são um grande exemplo disso.

O debate sobre quem apoia quem chegou a pautar um dos blocos do debate do último dia 10 na Band.

Nele, Serra declarou que “Dilma tem dois ex-presidentes com ela, que a candidata não cita: o Collor e o Sarney. Já eu tenho o Itamar e o Fernando Henrique.

Newton Cardoso, ex-governador de Minas, foi outro trunfo – não necessariamente positivo – utilizado nestas eleições. O pequeno PTdoB, ao invés de fazer campanha, utilizava seu horário gratuito na TV para reproduzir um vídeo em que este afirmava que estaria ao lado de Hélio Costa no caso de sua eleição para o Governo mineiro. Hélio perdeu.

Aécio Neves, por outro lado, tem se mostrado como apoiador pé quente. Elegeu governador e senador, e acabou de aderir a campanha presidencial de Serra – na qual fez falta (MUITO falta) no primeiro turno, quando estranhamente não participou.

A reunião política organizada na última quinta-feira com mais de 400 prefeitos foi a prova. O resultado… Apenas após a apuração do dia 31.

O Partido Verde e Marina decidem hoje quem apoiam. Não necessariamente caminharão juntos… E só o futuro, de curto ou longo prazo, dirá o que isso significa: a indiferença costumeira dos nanicos, o velho PV de guerra, caminhando por ideologia, ou o novo PV-Marina, guiado pelo fisiologismo.

Atualização às 14:30.

@VictorGuedes: O Partido Verde decidiu ficar em cima do muro, como sempre ficou. A democracia brasileira chora. #PlenáriaPV

@ReginaBrasilia: “O lugar mais escuro do inferno está reservado para o que se mantém neutro em tempo de crise.” (Dante).

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/10 (0 votes cast)

Sem pai nem mãe, rumo à 2010

O Partido dos Trabalhadores conseguiu atingir um cenário tão complicado que não se pode confiar nem em seu processo eleitoral interno. E isso não é golpismo da oposição ou factóide inventado pela mídia golpista, como eles gostam de falar.

Partiu de Gleber Naime, candidato a presidência ao PT-MG, que, alinhado ao pré-candidato ao Governo do Estado Patrus Ananias, não é crédulo da lisura do processo eleitoral que indica tendência a vitória do deputado federal Reginaldo Lopes.

O processo, segundo Naime, “foi marcado em Minas por centenas de ocorrências policiais”.

Pelo outro lado corre o atual presidente, deputado Reginaldo Lopes. Figura conhecida aqui pelas terras de São João del-Rei, nasceu em Bonsucesso e veio para cá estudar.

Formou-se, como meu (bem) antigo veterano, em Ciências Econômicas. Esteve, como eu, no DCE da UFSJ (a federal local, criada por influência de Aécio) e no Centro Acadêmico de nosso curso. Cheguei, inclusive, a compor mesa com ele em 2007 no encerramento da X Semana de Economia da UFSJ onde trocamos elogios – no tocante aos recursos direcionados para a universidade – e farpas – no tocante a visão sobre democracia.

É gente boa. Tem seus defeitos, é óbvio, mas é gente boa. Bem articulado e consegue conversar com todos os partidos, já tendo se aliado (e brigado posteriormente) com militantes da UJS/PCdoB e promovido composição que elegeu um prefeito do PSDB com vice do PT.

Fez tudo isso curiosamente na cidade do tucano Aécio, amigo de Fernando Pimentel – candidato de Reginaldo Lopes ao Governo do Estado – que se juntou ao PT, desta turma, para eleger Marcio Lacerda (PSB) para a Prefeitura de BH.

Ah sim!
… Aécio, por incrível que pareça, é aquele mesmo que é apoiado nacionalmente pelo DEM para a candidatura a presidência da República contra Dilma, do PT.

Façam suas apostas sobre o cenário de 2010 porque para mim nunca na história deste país (sic) esteve tão confuso.

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/10 (0 votes cast)