Fala, Assessor! – Os primeiros passos: Organização e Planejamento

Qualquer trabalho demanda organização. Saber o que se está fazendo, para que está fazendo e, principalmente, no que isso implica. E isso só é possível quando, previamente e de maneira bem estruturada, é elaborado o planejamento pessoal e empresarial da atividade.

Na política isso também se aplica. Todas as atividades devem ser muito bem pensadas pois envolvem a imagem do candidato e do grupo político, a eficiência da representação popular e a transparência da atividade pública.

É por isso que antes de iniciar qualquer atividade deve-se respeitar o organograma – elaborado da forma mais horizontalizada possível –, o cronograma das atividades – onde tudo deve ter início, meio e fim – e, por fim, a visão de trabalho da organização.

O organograma, que inclui não só cargos mas o objetivo de cada atividade, permite que haja a definição clara do papel de cada um naquilo que se propõe a fazer. O trabalho em conjunto é fundamental e acaba sendo facilitado quando todos sabem quem é quem. O individual, é claro, também está em primeiro plano e é facilitado uma vez que o assessor (ou consultor) sabe exatamente o que é esperado de seu trabalho.

O cronograma, da mesma forma, é parte importante e integrada a tudo que se faz. É por ele que se percebe a importância de cada atividade dentro de um todo. Dá a noção de que, no castelo de cartas que é a campanha, toda e qualquer movimentação de peças afeta o resultado final. Fora a preocupação jurídica que, pelo respeito à lei e ao cidadão, deve estar em primeiro lugar.

Last but not least – por fim, mas não menos importante –, vem a visão de trabalho da organização. Não se pode trabalhar de maneira anti-democrática quando se prega a democracia. Todo trabalho deve ser pautado por aquilo que se prega. Isso, além de confiabilidade e respeito, gera vivência daquilo que se defende.

Deixar de lado a visão do grupo significa desrespeitar sua natureza e, por fim, desviar-se de todo e qualquer planejamento transparente que possa existir.

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/10 (0 votes cast)

Sobre comunicação, internet e política: “Fala, Assessor!”

Como algum de vocês sabem, além de ser presidente da Juventude Democratas de Minas desde 2006, estou atualmente trabalhando na assessoria parlamentar do deputado federal @CarlosMelles, ex-Ministro do Esporte e Turismo, e atual presidente do Democratas em Minas.

Como presidente da Juventude sigo em apoio a todos os candidatos do Democratas, estando disponível para todas as ações que pudermos. Temos de expandir nossas bancadas.

Como assessor parlamentar (ou tecnocrata), estou no escritório do deputado Melles, onde atuo na comunicação virtual.

A partir deste post, sugerido pela @CarlaSehn, começo a narrar este dia-a-dia político, da comunicação de um gabinete, onde o objetivo é informar a sociedade, multiplicar ideias e manter o maior nível de interação possível com o cidadão.

Começa a partir de hoje, nesta categoria Análise Política, a série “Fala, Assessor!”.

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/10 (0 votes cast)