Como o @Sen_Cristovam me decepcionou

Tudo começou quando o Senador Cristovam Buarque afirmou, pelo seu Twitter (@Sen_Cristovam), a importância de se ter uma educação que fosse igual para todos. Padronizada e controlada pelo Estado.

Tenho uma admiração muito grande por ele. Defendi suas propostas quando foi candidato a presidência mesmo estando mais alinhado ideológicamente ao candidato tucano Geraldo Alckimin naquela época. Mas isto foi absurdo demais para o meu credo.

Fiz meu questionamento, via Twitter, sobre a questão: em um mundo moderno como o atual, todos realmente devem estar submetidos a um único modelo pedagógico padronizado e controlado pelo Estado? A escolha realmente deve ser do Governo e não dos pais? O Senador não respondeu.

Voltei a perguntar uma série de vezes até desistir do @Sen_Cristovam e questioná-lo porque ele só respondia a elogios. Para minha surpresa ele resolveu responder hoje, às 22:30:

V. não deve me acompanhar. Respondo mesmo gosto elogios e críticas. Estas trazem mais desafios.Mande brasa na crítica.

Sendo assim, refiz todo o meu questionamento relembrando ao Senador o que ele havia falado – mais de uma vez, alias. Do @Sen_Cristovam só veio a vergonhosa resposta a seguir:

Atendendo pedidos, estou “greve de fome” há 24 horas, sem falar educação. Tentarei ficar 36 horas.

Só me resta, a partir daí, continuar com a minha decepção tanto em relação a idéia – que dá ao Governo o poder de discernir sobre a educação de cada um de nós e nossos filhos – e ao comportamento do Senador.

Por fim, colo abaixo mensagem minha retwittando o anônimo @Marceloca:

@VictorGuedes: Isso mesmo. As idéias… RT @marceloca: Sr. @Sen_Cristovam, já deu para ver q @victorguedes está apenas defendendo o q é dele.

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/10 (0 votes cast)