Eleições 2010: quando o balde de absurdos transborda

O cenário pré-eleitoral que já estava beirando o absurdo transbordou. E não é choro de oposição. A situação chegou em um ponto que até a militância do PT já se sente envergonhada pelo antes representante do partido da ética.

Foram quatro multas recebidas pelo presidente Lula por fazer campanha antes da hora. QUATRO. Fora a campanha explícita no horário eleitoral gratuito que foi ao ar e nenhum juiz se pronunciou, enquanto as propagandas do Democratas tem sido frequentemente censuradas.

Algo estranho, não fosse o fato do TSE ter seu principal cabeça indicado pelo presidente Lula.

O caso do filme “Lula, o filho do Brasil” eu nem comento. O que eu prefiro citar é a reação do presidente da República exposta pelo Luciano Tadeu Damiani, presidente do Sindicado das Empresas Videolocadoras do Estado de São Paulo, em entrevista a revista Época:

Segundo ele, o presidente Luis Inácio, que já havia declarado ter assistido a versão pirata de “Dois filhos de Francisco”, pediu uma cópia do filme e achou ruim quando Fábio Barreto disse que queria evitar a reprodução ilegal. Mas é claro! O filme-campanha patrocinado pela Petrobras deveria chegar nas mãos da massa, e nada melhor que um DVD pirata para tal. Os altos impostos do Governo Federal impedem que a massa popular comprem o produto original.

A íntegra da entrevista está neste link aqui.

Beirou o absurdo? Pois é… Agora transborda com a nota fresquinha do Lauro Jardim, da revista Veja: “Lula usa comunicação do governo para Dilma“.

Segundo Lauro, Lula utilizou a coluna semanal “O presidente responde”, endereçada a 153 jornais do país, para falar que a candidata que fez parte da construção do PAC com certeza seria aquela que daria continuidade ao programa no próximo mandato.

E se isso tudo não puder ser configurado como crime eleitoral, meus amigos, me desculpem mas o que precisamos não é de um bom governante. É de um país com instituições de verdade.

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 10.0/10 (3 votes cast)

Um novo #DEMsemARRUDA

dem

Ele conseguiu fazer adiar a reunião da Executiva Nacional dos DEMOCRATAS para amanhã, dia 11. Entrou com um pedido no TSE para que este adiamento fosse ainda maior. Reclamou, chorou, berrou, tentou encobrir fatos, mas não adiantou. Arruda, intimado pela população brasileira, pela Juventude DEMOCRATAS e pelo partido, se desfiliou do DEMOCRATAS agora a tarde. Sabia que seria expulso, sabia que não conseguiria adiar o processo. E sabia, principalmente, que ele não teria espaço nesse novo DEMOCRATAS.

E era isto o que queríamos. A apresentação pública desse novo partido, consolidando-se ideologicamente mesmo após sua renovação de legenda, e de práticas que se destacassem pela ética, pela honestidade e pela proximidade com os anseios da população.

Conseguimos. Temos hoje um novo partido. Um novo DEMOCRATAS que prova, cada dia mais, que está no rumo certo para construir também um novo Brasil.

Agora cabe a nós dar o pontapé inicial na investigação dos demais envolvidos para puni-los de maneira exemplar não só dentro do partido ou com a opinião pública mas na justiça!

Os corruptos devem ser varridos mas não para de baixo do tapete como faz o PT. Devem ser varridos para a cadeia!

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/10 (0 votes cast)